quinta-feira, 23 de junho de 2011

Puxando a Brasa pro meu lado #12

10 séries de games que valem a pena conhecer!

Amigos gamemaníacos, aqui vai uma listinha padrão-old-school (inventei essa palavra agora) pra quem tem algum interesse nas séries de games:

1 - Sonic 

A SEGA tinha uma missão em mente: criar um ícone forte, um verdadeiro ícone de sua Companhia. Deu certo! Sonic fez fãs em todos os continentes onde jogar videogame não era ato ilegal. (E até em países onde games são proibidos.)
Nem a SEGA sabia que a série de jogos iria tão longe: Sonic ganhou aliados, adversários, rivais... e ainda manteve o mesmo implacável inimigo Robotnik.
A história é simples e, de certo modo, bastante ecológica. Robotnik usa as forças da natureza em seu favor, ao custo de destrui-las, enquanto Sonic (que não se sabe a origem dos poderes e da velocidade) é o herói do ecossistema...
O melhor de Sonic está na simplicidade... o jogo evoluiu muito de uma versão a outra, e o controle foi gradualmente ficando mais complexo, mas quem tem escola no assunto domina rapidinho.

2 - Mario

Quando a Nintendo ainda não era Nintendo, os queridos japoneses criaram um jogo em que um carpinteiro tinha de alcançar a plataforma mais alta de uma sequência para alcançar um gorila com uma princesa na jaula. Lembrou do King Kong? E do Donkey Kong?
Assim como Sonic, Mario evoluiu. Ganhou um irmão, ganhou inimigos e seu mundo foi expandido ao Reino Cogumelo. Aliás, a animação é fator essencial: os desenhos do Mario eram incríveis e tinham trilha sonora de músicos de sucesso da época. Além disso, o fator diversão sempre foi muito bem explorado nos jogos dele (a era 64 por exemplo era quase surreal).
Mario subiu na vida! Tornou-se encanador, bombeiro, corredor de kart, tenista, gincaneiro, peão de dinossauro... e devemos aprender com ele: dias pisamos nas nuvens, dias entramos pelo cano.
Ah, eu sei... muitos de vocês devem estar bravos por eu colocar Sonic antes de Mario. Mandem e-mails me espinafrando. Mas advirto que os jogos não estão necessariamente em ordem de importância.

3 - Megaman


É claro que a Capcom não ia ficar de fora da lista. O ano é 20XX, um cientista corrompido pela ambição usa a maravilha da tecnologia, a robótica, para cometer crimes. O Dr. Light imaginou que isso poderia acontecer. E criou a máquina do bem: Megaman!
Esse personagem tinha uma característica muito interessante: a cor azulada, dados os limites na capacidade gráfica de seus primeiros consoles. Depois, a coisa se padronizou e o Mega só evoluiu, ganhou novos movimentos e inimigos cada vez mais poderosos. O interessante do jogo era o upgrade: vença um líder de fase e ganhe sua arma. Com o poder de um líder, vence-se outro. A historyline avança em mais 40 anos para a criação de Megaman X e seu parceiro Zero. De toda a forma, todas as séries são boas. E a música futurística é daquelas que ficam durante dias na sua cabeça (não daquelas chatinhas). Entre as coisas que evoluiram, Megaman ganhou um cachorro: Rush (ou Buster), uma irmã Roll e um pássaro Beat.
- O nome do Megaman era Rockman na versão japonesa, Bier... daí combinavam os nomes Rock and Roll!
- Ah, tá, valeu , Andrezinho, pela sua contribuição no meu post. Poderia, por favor, voltar para a sua seção da mochila?
- É claro...
- Obrigado. ¬¬

Onde eu estava, mesmo? Ah! Peraí...

4 - Zelda


Eu estou tentando evitar falar de franquias relacionadas e RPGs, mas é inevitável falar de grandes séries evitando falar de Zelda. Tá certo que é um RPG-adventure, ainda assim...
Nosso herói Link começa sua história nos videogames de mais baixa definição, mas a história regride a uma história anterior colocada na versão posterior. Este gamer, por exemplo, jogou o segundo Zelda e passou pela cidade de Ruto. Meses depois, jogou Zelda 64 e aprendeu que Ruto era a princesa dos zoras (homens-peixe) e a tal cidade ganhou seu nome em sua homenagem.
Fora isso, Link é o herói com o velho clichê: salvar a princesa das garras do tirano. O tempo passou, e os jogos evoluiram. Desde os tempos do nintendo 64 (saudosíssimo, por sinal), contar a história de Link, os Kokiri, os Hylians, os Gorons, os Zoras, as Gerudo e toda a saga de Hyrule é tão complicado quanto realizá-la na vida real, o que é um bom ponto, porque você se motiva a jogar cada vez mais. A geografia e a história do jogo são empolgantes.
A série Zelda começou quase monocromática, humilde e com poucos detalhes. Mas a coisa engrossou. Hoje, possui fãs do mundo inteiro. (like me)

5 - The King of Fighters

Franquia de jogos de luta, sim, e daí? - Opa... digo,...
The King of Fighters é um dos mais originais jogos de luta por três fatores inconfundíveis:
- É um crossover de toda a SNK, ou seja, é a soma das franquias.
- O sistema de luta revesa os personagens: são 3 contra 3, sendo que cada um luta o seu round e permanece na arena se vencedor.
- Uma versão para cada ano: pelo menos foi assim até 2003, a cada ano que passava, iniciava-se um novo campeonato.
Desses fatores, o mais interessante é o Crossover. A SNK contava com jogos de vários tipos diferentes, juntou os personagens em uma panela só e partiu para o abraço. A empresa nunca havia vendido tantas fichas. O jogo evoluiu de uma maneira muito interessante: personagens ficando mais velhos aos poucos...
- Ei, Bier! E aquele garotinho chato com voz irritante?
- O Bao? O que tem?
- Ele está nos jogos desde 1999 e não cresceu nem um...
- Andrezinho, vá ler suas HQs e volte na sua coluna, O.K.?
...Onde é mesmo que eu estava? Ah, sim! A historyline é também um dos pontos fortes, pelo menos até o ano de 2001. São muitas sagas, e não ficarei delongando. O fato é que o sistema de luta inovou e continua inovando. Atualmente, a série está sob irresponsabilidade da Playmore (aqueles pés-rapados).

6 - Final Fantasy

Mais RPGs... Mas a franquia de Final Fantasy tem seus méritos. Coloquei ele mais abaixo da lista porque raros são os FF que seguem em série, ou seja, geralemente a saga é outra a cada jogo. Preciso dizer que os melhores RPGs estão relacionados à SquareSoft? FF é um exemplo disso! Conta a lenda que a Square estava caindo pelas tabelas quando resolveu dar seu último suspiro: a Fantasia Final. E o jogo acabou salvando a empresa. Mas serão só lendas? É o que eu acho.
Algumas versões ganharam repercussão mundial, seu maior exemplo é o Final Fantasy VII, que combina o futuro com biologia, tecnologia, ecossistema, ação, drama e romance. Valeu pela continuação cinematográfica também: Adventure Children, que é uma das melhores representações em tela dos games.

7 - Street Fighter

Yeah! Street Fighter eu não deixaria de fora!
- Ah, Bier, eu sabia...
- Alex? O que é que tu...
- Como é que tu ia fazer uma postagem sobre diversos jogos sem falar de Street Fighter?
- Ôôô! Sem zoação! Vai achar um NWOLCast pra editar!
- Pode ser aquele do Street Fighter?
- Pode... ¬¬
- Tá! RADUKEM!
- Vaaaaai! E é "Hadouken"!
Então... a série de jogos de luta mais jogada do mundo não pode ficar de fora desta lista, não é? A saga dos caratecas Ryu Hoshi e Ken Masters evoluiu muito, sem tirá-los da pauta em nenhuma versão. Assim como o King of Fighters, Street Fighter foi evoluindo, ganhando novos recursos, e ganhando gráficos cada vez mais animados. Atualmente, está no 4º título, sobre a alcunha de Super Street Fighter 4. Ah, sim! Os Crossovers estão ligados: personagens de versões anteriores e de jogos como Final Fight estão presentes.

8 - Streets of Rage (ou Bare Knuckle)

A Sega (de novo) lançou jogos do estilo bater e andar de uma maneira um tanto clichê, mas que sempre funciona: ex-policiais saem às ruas fazendo justiça. O problema foi montar dar sequência a esse estilo de jogo justamente quando Street Fighter II estourava nas telas dos fliperamas e televisores com um Super Nintendo conectado (1992-1995). Arriscaram um enredo diferenciado, novos golpes e novos personagens. Acredito que tenha dado certo, a série tem fãs tão obstinados, como os da Bomber Games (fabricantes de freewares) que editaram já duas versões de SoR baseadas nas plataformas de todas as versões oficiais, crossovers, portanto, de SoR dentro do próprio SoR.
Não sei dizer até que ponto é verdade, mas certamente esse é um dos clássicos que mais popularizou o gênero dos jogos de briga de rua.

9 - Soul Calibur

Da Namco, criadores do TEKKEN. A saga começa no quase-limitado Soul Edge, baseado numa espada maléfica, e parte para a saga Soul Calibur, onde uma espada do bem também está inserida, e serve para salvar o mundo da maldade. O interessante dessa série é o confronto entre espadachins de todos os tipos: samurais, cavaleiros medievais, valkírias, bárbaros, piratas...
Desde os tempos de PSOne, a série emociona fãs de um bom jogo de luta com espada, através da música e da capacidade gráfica. Já está no 4º título e promete mais continuações, já que a história tem se complicado um pouco mais a cada série. A Soul Edge continuará renascendo para destruir o mundo. A Soul Calibur continuará renascendo, para que a Soul Edge seja destruída.

10 - Alex Kidd


Antes de Sonic, a SEGA tinha algumas ideias, especialmente para seu console Master System, mas o herói da Nintendo estava em alta, e convenhamos que o Kidd lembra muito isso, especialmente pelo estilo do jogo. Kid acabou virando um coadjuvante da companhia, fazendo jogos derivados das principais franquias (por exemplo, em "Alex Kidd in Shinobi World").
É interessante ver que Alex Kidd sempre salva sua namorada das garras do vilão (alguém sabe o nome dos outros personagens), e esse vilão pode ser de quaisquer sagas da Sega.
Não foi um jogo que evoluiu muito, devido à plataforma, mas as versões mostravam novos poderes ao menino das orelhas pontudas. O mais curioso desses poderes, é quando Kidd sobe em uma bicicleta, ele fica muito power!

- Bier, porque você não falou do...
- Tá, tá, eu sei...

Outras séries que merecem destaque:
11 - Resident Evil
12 - Mortal Kombat
13 - Final Fight
14 - Castelvania
15 - Breath of Fire
16 - Top Gear
17 - Samurai Showdown
18 - Last Blade
19 - Tekken
20 - Guilt Gear
E Crash, Donkey Kong, Prince of Persia, Need for Speed, Worms, Diablo, Dino Crisis, Crono Trigger, Guitar Hero, Fatal Fury, GTA, Art of Fighting.
Jogos derivados de filmes, animações e outras mídias foram evitados nesta lista.

Agradecendo a quem teve paciência para ler essa lista até o fim, fico por aqui.
Peço desculpas aos companheiros de blog pelas brincadeiras aqui postadas.
Fica também um convite pra quem quiser conhecer essas séries, nos emuladores do meu PC.
- Até mais! E que a força esteja com você!
- É, Andrezinho! Que a força esteja com você!

19 comentários:

  1. Putaque pariu gostei d+ da lista sério mesmo, achei que ia ver uma listinha cheia de modinhas enfim... adorei.

    ResponderExcluir
  2. ai
    adventure children foi no ovo

    ResponderExcluir
  3. Ai ai...
    Como considerar um post desses que sequer menciona Metal Gear Solid?

    ResponderExcluir
  4. minha infancia toda *-*

    ResponderExcluir
  5. Pow man, fala de old school e equecer Bomberman? rsrsrsr A lista ficou ótima!

    ResponderExcluir
  6. Lista boa ta de parabéns pelo blog! ^^

    ResponderExcluir
  7. puxando a brasa pro meu lado bombando (sem bomberman). woowwwwwwwww

    Ps: missão dada é missão cumprida!

    ResponderExcluir
  8. Mario depois de Sonic?
    Zelda depois de Megaman?

    #FAIL!

    ResponderExcluir
  9. O melhor pra mim sempre será Sonic. Pegar as esmeraldas, tentar não morrer afogado, não ter mais continues e ter que começar tudo de novo, era o melhor jogo de todos.
    Street Fighter também era legal, só que até hoje eu não sei como dar golpe nenhum, eu só apertava os botões...

    ResponderExcluir
  10. E Golden Axe??

    Boa lista! :)

    ResponderExcluir
  11. Galera, eu não conseguiria botar todas as franquias Old Scholl usando apenas a memória. Faltaram bons jogos, sim, mas um dos critérios era ser uma série (e isso justifica a ausência de magníficos jogos como Kid Chamaleon e Sunset Riders).
    Outra coisa que eu disse: a lista não está em ordem de preferência.

    E muito obrigado pelos comentários.
    Não percam nosso PodCast sobre Street Fighter, ainda este ano!

    ResponderExcluir
  12. O mais interessante do megaman do japão era que o megaman era rockman, o protoman chama blues e o inimigo dele do megaman 7 pra cima chama bass o criador da série pensou bem na hora de nomear os personagens.

    ResponderExcluir
  13. Cara, fiquei sem palavras. Muito bom, você citou sem se aprofundar e sem tomar partido de um jogo (apesar de saber da tua preferência pelo KOF). Eu espero um segundo post falando sobre as outras séries. Mortal Kombat merecia mais do que uma mera citação e senti falta do bomberman também.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  14. Rock'n'Roll racing não é uma série, por isso não foi citada.

    Aos clássicos ausentes na lista, minhas sinceras desculpas!

    ResponderExcluir
  15. muito boa a lista, mas faltou falar de breath of fire eim, um classico cara. Mas fora isso, muito boa a lista!

    ResponderExcluir